ONDE ESTÁ O AMOR?

Vamos falar sobre o amor?
Ahh, o amor…
Qual seria a maior busca do ser humano, senão ser amado? Todos buscamos desesperadamente alguém que nos ame, e para isso, as vezes até dissimulamos sentimentos e atitudes, tentamos abraçar o mundo, controlar, dominar, impôr ou vivemos em função de agradar ao outro. Tudo porque somos sedentos de amor. E sofremos porque não somos amados e não nos amamos.
Somos escassos de amor interno.
A tentativa de agradar extremamente ao outro, gera dependência e coloca o outro em dívida conosco. Afinal estamos nos doando tanto…
Assim também a tentativa de dominar ou controlar, gera desamor, já que o outro perde a própria essência.
Dessa forma enchemos nosso coração de mágoa, tristeza e abandono.
Será que compramos uma ideia errada do amor?
Lembrei das figurinhas “Amar é…” que traziam frases perfeitas, ou sub títulos, a cerca do amor. Ótimas pra colar na porta da geladeira.
Todo nosso julgamento acontece em cima de um critério pessoal.Sempre acreditamos, lá no fundo, que somos muito melhores que os outros. E que o mundo seria maravilhoso se todos fossem iguais a nós.
Cada ser traz uma vivência e experiência única, e aceitar o outro implica em realmente aceitar o outro como ele é. Ou você não gostaria de encontrar alguém que te aceitasse exatamente como você é?
Mas nós não nos aceitamos como somos.
Quando alguém nos elogia a primeira coisa que fazemos é negar, ” imagina, são seus olhos…”, mas se nos criticam também não aceitamos. Ou seja, nós não nos reconhecemos.
E nos eximirmos da responsabilidade de nossas escolhas. Não é possível mudar nossa história de vida, mas foi ela que nos colocou exatamente aonde estamos. E a partir do reverenciamento de nossas escolhas, sem julgamento, passamos a nos aceitar. E deste reconhecimento, e dos desamores que atraímos, costuramos novos caminhos. E tenha a certeza de que se, neste momento você não consegue enxergar uma saída, saiba que a sua escolha será a melhor. Nós sempre escolhemos o melhor. Ainda que depois você descubra que havia outros caminhos melhores, acredite que no momento da escolha, você ouviu a si mesmo e fez a melhor escolha. Ou alguém procura o pior pra si?
Aceite suas escolhas, e a partir daí, aceite as escolhas do outro. Cada um trilha em sua própria vida as suas escolhas.
E talvez neste momento, ao reconhecer que tudo o que se  viveu te trouxe até aqui para escolhas melhores, surja a oportunidade de um amor real.
Vale a pena desprender da mania de dominar, controlar, determinar como o outro deve ser e agir, abrir mão das mágoas carregadas, pois tudo o que acontece e aconteceu na sua vida está perfeito.
Apenas viva, ame a si e ao outro, exatamente como ele é.
Simples assim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s