MIOJO DA MODA

Fiquei muito curiosa a primeira vez que li sobre um tal de “miojo milagroso”.
Eu acredito que a maioria de nós curte um miojinho de vez em quando, mas sinceramente, nunca vi acontecer nenhum milagre por conta dele.
Claro que depois de uma leitura mais aprofundada, descobri que se tratava de um miojo diferente chamado Konjak, mais conhecido na Liberdade (aqui em São Paulo) como Itokonnnyaku.
E foi somente lá que encontrei o dito cujo.
Sinceramente a primeira impressão não foi lá muito boa. É um macarrão que boia dentro de um saquinho.
Esquisito.
E também não é barato, paguei R$4,60 no saquinho e comprei um só. No verso diz que ele tem batata na composição, mas não tem gosto de absolutamente nada.
Pra consumir precisa incorporar alguma proteína, tipo pedacinhos de frango ou carne refogados a parte. Legumes também podem ser uma boa opção. Mas nem pense em consumir todos os dias, porque acho difícil alguém suportar.
Olha a minha cara, e eu ainda nem tinha provado…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s